Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Atendimento

0

Troca Facilitada

Não serviu? 1ª Troca Grátis

Frete Grátis

*Consulte as regras de Frete

5% de Desconto

Para pagamentos no Pix

Parcele no Cartão

Até 6x Sem Juros

Site 100% Seguro

Seus dados protegidos

22/05/2023

Tipos de solo no Brasil: saiba tudo sobre a classificação

 

 

 


CAROLINA NOGUEIRA RIBEIRO

Publicado 22/05/2023 às 14:12


 

O que é a classificação de solos?

A classificação é o processo de categorizar dos tipos de solo, com bases em suas características físicas, químicas e mineralógicas. Ou seja, essa classificação é realizada para entender e descrever as propriedades e futuros comportamentos dos solos, auxiliando no desenvolvimento de práticas agrícolas, planejamento urbano como na engenharia civil e respectivamente, quais os cuidados necessários e cautelas a serem decididas.

No Brasil, a classificação utilizada é através do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS), no qual foi estruturado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Além disso, essa classificação é dividida entre classes e subclasses que permite a compreensão das propriedades de cada tipo de solo, o que é um fator impactante na tomada de decisões relacionadas ao uso e manejo dos recursos naturais.

Existem diversos solos distribuídos por todas as regiões do território nacional. Esse solos são divididos em quatro grandes grupos: Latossolos, Argisolos, Neossolos, Gleissolos, somando o total de 13 tipos, sendo cada um destes grupos com suas características particulares e que influenciam na qualidade do solo e na produtividade agrícola local. 

  • A importância da classificação de solos

Essas classificações são aceitas em critérios como a textura do solo, o teor de matéria orgânica, a presença de horizontes distintos e outras características importantes, como os seguintes aspectos:

  1. Agricultura e uso da terra: Ela auxilia no planejamento do manejo de cultivos adequados, na experiência e prática dos cuidados do solo, na aplicação correta de fertilizantes e na irrigação. Ou seja, com base na classificação, é possível identificar os solos mais férteis e adequados para diferentes tipos de cultivo, aumentando a produtividade agrícola e evitando problemas como a transmissão e a deficiência do solo. 
  2. Engenharia civil: para a engenharia é crucial avaliar o solo para o planejamento e execução de construções de estradas, edifícios, barragens e infraestruturas diversas, pois, é necessário calcular a carga que o tipo de solo suporta, entre vários outros fatores que podem influenciar em uma resultado negativo de uma construção. 

Os principais tipos de solo no Brasil

Latossolos

Um dos mais comuns no Brasil, ele está presente em diversas regiões do país e são ricos em óxidos de ferro e alumínio, que faz com que sua cor avermelhada chame atenção.

      1. Características físicas e químicas

  • Solo profundo
  • Cor avermelhada ou amarelada
  • Textura Argilosa
  • Baixa fertilidade natural
  • Retenção de água

      2. Ocorrência geográfica

O Latossolo é originado através da decomposição de rochas ígneas e metamórficas e é um processo lento que pode levar milhões de anos, levando em consideração os fatores climáticos, topográficos e biológicos que influencia na formação.

      3. Principais culturas agrícolas indicadas para esse tipo de solo
O Latossolo com o manejo necessário e correto pode vingar e possuí potencial alto, sendo bastante utilizado para culturas como o café, soja, milho, feijão e cana-de-açúcar.  
Porém, possui nutrientes e alta acidez, contando com a presença do alumínio em algumas áreas.  

Argissolos

Conhecido por apresenta acúmulo de argila abaixo de seu horizonte e possui diferenciação morfológica. E eles geralmente são encontrados em regiões de clima tropical e subtropical, com ampla distribuição em todo o Brasil. 

      1. Características físicas e químicas

  • Cor variando do vermelho ao amarelo escuro
  • Textura média a pesada, com alta capacidade de retenção de água
  • pH geralmente ácido, podendo ser neutro ou ligeiramente alcalino em algumas áreas
  • Alta quantidade de nutrientes essenciais para as plantas, como cálcio, magnésio e potássio

      2. Ocorrência geográfica

O Argissolo é encontrado em diversas regiões do mundo, principalmente em áreas de clima tropical e subtropical. No entanto, sua ocorrência no Brasil é mais comum em determinadas regiões como na região Centro-Oeste, parte do Sudeste, Nordeste e Norte do país. Esses solos estão associados a diferentes tipos de vegetação, como cerrado, caatinga e floresta tropical. 

      3. Principais culturas agrícolas indicadas para esse tipo de solo 

Os Argissolos são solos com características favoráveis para o cultivo de diversas cultura agrícolas, como o milho, a soja, arroz, trigo, feijão e sorgo, que se adaptam ao solo. Assim como as frutas tropicais como a banana, o abacaxi, a manga e a laranja. 

A cana-de-açúcar e o café também são indicadas para o plantio no Argissolo devido a sua boa capacidade de retenção de água, a fertilidade do solo e a adequada drenagem proporcionam condições propícias para o desenvolvimento das raízes e absorção de nutrientes pelas plantas, resultando em um cultivo produtivo e sustentável. 


Neossolos 

Os Neossolos são caracterizados por apresentar pouca ou nenhuma diferenciação horizontal, ou seja, possuem uma estrutura pouco desenvolvida e não apresentam camadas bem definidas.

      1. Características físicas e químicas 

  • Textura: geralmente arenosa ou franco arenosa;
  • Pouca ou nenhuma diferenciação horizontal;
  • Baixa capacidade de retenção ed água;

  • Baixa fertilidade natural;
  • Podem ocorrer Neossolos Litólicos que são solos rasos com presença de rochas ou pedras.

     2. Ocorrência geográfica 

  • Principalmente nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste, além de áreas de dunas  costeiras.

     3. Principais culturas agrícolas indicadas para esse tipo de solo 

  • Alface, rúcula e cenoura;
  • Melancia, abóbora e feijão-caupi;
  • Algumas espécies de frutíferas de clima seco; 

É importante ressaltar que com os cuidados necessários, é crucial para resultar no sucesso e em ótimos resultados na agricultura em Neossolos.

Gleissolos 

Gleissolos são um tipo de solo com indicativos de hidromorfismo, próximo a superfície do solo, que é o resultado de um regime hídrico saturado ou encharcado por grande parte do ano.

      1.Características físicas e químicas 

  • Presença de condições de saturação ou encharcamento por longos períodos;
  • Textura variada, podendo ser arenosa, argilosa ou franco-argilosa;
  • Possuem baixa permeabilidade, o que dificulta a infiltração e drenagem adequada;
  • Contêm alto teor de matéria orgânica e nutrientes solúveis, resultantes do processo de gleização;
  • Podem ocorres Gleissolos Háplicos, Háplicos Sálicos e Organossólicos, dependendo das características específicas.

      2.Ocorrência geográfica  

Os Gleissolos têm uma ampla ocorrência geográfica, sendo encontrados em diferentes regiões do mundo:

  • Brasil: ocorrem em áreas de várzeas, baixadas e planícies inundáveis, sendo mais comuns na região Amazônica, Pantanal e nas regiões Sul e Sudeste.
  • Internacionalmente: são encontrados em áreas com características de solos hidromórficos, como pântanos, áreas de inundação e regiões próximas a cursos d'água.


      3.Principais culturas agrícolas indicadas para esse tipo de solo
   

Quanto às culturas agrícolas indicadas para Gleissolos, é importante considerar as condições de saturação e encharcamento presentes nesse tipo de solo. Algumas culturas que se adaptam melhor às condições de Gleissolos incluem: 

  • Arroz: é uma cultura que se desenvolve bem em solos hidromórficos, sendo uma das principais culturas agrícolas recomendadas para Gleissolos.
  • Hortaliças de raízes e tubérculos: batata, cenoura, beterraba, mandioca e inhame podem se adaptar às condições de umidade e nutrição presentes nos Gleissolos.
  • Plantas aquáticas e forrageiras: algumas espécies de gramíneas e leguminosas adaptadas a solos encharcados podem ser cultivadas em Gleissolos para alimentação animal.

É importante observar que o manejo adequado, como a drenagem controlada e práticas de adubação e irrigação, é fundamental para aproveitar o potencial produtivo dos Gleissolos e minimizar possíveis problemas relacionados ao excesso de umidade e acúmulo de sais. Recomenda-se consultar especialistas e adaptar as escolhas de culturas às condições específicas de cada região.


Nitossolos   

Nitossolos são um dos tipos de solos definidos pela Classificação Brasileira de Solos (SiBCS). Eles são caracterizados por possuírem horizonte B nítico (rique em argila e óxidos de ferro e alumínio), sendo solos bastante intemperados e profundos.

   1. Características físicas e químicas    

  • Apresentam alta fertilidade natural devido à presença de minerais intemperizados e capacidade de troca catiônica elevada.
  • Textura variada, podendo ser arenosa, argilosa ou franco-argilosa.
  • Grande profundidade, permitindo o desenvolvimento de raízes profundas.
  • Boa drenagem e capacidade de retenção de água moderada.
  • Contêm altos teores de nutrientes, como potássio, cálcio e magnésio.


    2. Ocorrência geográfica   

Os Nitossolos têm uma ampla ocorrência geográfica, sendo encontrados em diferentes regiões do mundo:

  • Brasil: ocorrem principalmente na região Centro-Oeste, parte do Sudeste e em algumas áreas do Sul do país.
  • Internacionalmente: podem ser encontrados em outras partes da América do Sul, como Argentina, Paraguai e Bolívia, além de ocorrerem em regiões da África, Austrália e Ásia.


     3. Principais culturas agrícolas indicadas para esse tipo de solo

Quanto às culturas agrícolas indicadas para Nitossolos, suas características físicas e químicas favoráveis à agricultura permitem o cultivo de diversas culturas:

  • Culturas como soja, milho, trigo, arroz e feijão podem ser cultivadas em Nitossolos devido à sua alta fertilidade e boa capacidade de retenção de água.
  • Diversas hortaliças, como tomate, alface, cenoura, brócolis, podem ser cultivadas em Nitossolos, aproveitando sua fertilidade e capacidade de retenção de nutrientes.
  • Árvores frutíferas como laranja, banana, maçã, manga e abacate podem se desenvolver bem em Nitossolos devido à disponibilidade de nutrientes e boa drenagem.

É importante ressaltar que o manejo adequado, incluindo práticas de adubação equilibrada, manejo da água e rotação de culturas, é fundamental para otimizar a produtividade e a sustentabilidade dos Nitossolos. Recomenda-se sempre adaptar as escolhas de culturas às condições climáticas, regionais e específicas de cada localidade.

Portanto, a classificação de solos desempenha um papel crucial na agricultura e no manejo adequado das terras. Compreender as características físicas, químicas e geográficas dos diferentes tipos de solos é essencial para tomar decisões informadas sobre o cultivo de culturas, o uso de práticas de manejo apropriadas e a conservação dos recursos naturais.

A análise e classificação de solos são ferramentas valiosas para agricultores, agrônomos, pesquisadores e planejadores de uso da terra. Por meio desse conhecimento, é possível tomar decisões fundamentadas, promover a produtividade agrícola, garantir a segurança alimentar e preservar os recursos naturais para as gerações futuras.

  • A partir de: R$ 159,90
    Comprar

    Camisa Agro BRK Drone Pulverizador UV50 +

    A Camisa Agro BRK é perfeita para quem trabalha com drones pulverizadores na Agricultura de Precisão. Com proteção UV50, ela garante segurança e conforto durante a jornada. Adquira já a sua!