Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Atendimento

0

Troca Facilitada

Não serviu? 1ª Troca Grátis

Frete Grátis

*Consulte as regras de Frete

5% de Desconto

Para pagamentos no Pix

Parcele no Cartão

Até 6x Sem Juros

Site 100% Seguro

Seus dados protegidos

31/07/2023

Agronegócio Baiano: registros de crescente da população!


 

CAROLINA NOGUEIRA RIBEIRO| Publicado: 31/07/2023 às 9:37


 

O agronegócio na cidade de LEM 

O agronegócio na cidade de Luís Eduardo Magalhães (LEM), localizado no estado da Bahia, é de extrema importância para a economia regional e nacional. LEM é considerada uma das principais cidades do oeste baiano, uma região conhecida por seu potencial agrícola e pecuário.

A história do agronegócio em LEM tem suas raízes nas décadas de 1980 e 1990, quando a região passou por um intenso processo de desenvolvimento e expansão agrícola. Como terras férteis, a presença de água abundante para irrigação e o clima eram favoráveis à região propícia para o cultivo de diversas culturas, como soja, milho, algodão, feijão, café, entre outros.

A produção agrícola em LEM é marcada pela tecnificação e modernização das práticas agrícolas. Os produtores rurais da região adotaram técnicas avançadas de manejo, investiram em maquinário e utilizaram sistemas de irrigação para maximizar a produtividade das lavouras.

O crescimento do agronegócio em LEM trouxe impactos positivos para uma cidade e região como um todo. Houve um aumento significativo na geração de empregos diretos e indiretos, bem como no desenvolvimento de infraestrutura para dar suporte à atividade agrícola, como armazéns, silos, estradas rurais, entre outros.

No entanto, esse crescimento também trouxe desafios, como o aumento da demanda por água para irrigação e a necessidade de um manejo sustentável dos recursos naturais para evitar problemas ambientais e o esgotamento do solo.

O agronegócio em LEM continua evoluindo e se adaptando às demandas do mercado nacional e internacional. A cidade é um exemplo de como o setor agrícola e pecuário pode contribuir para o desenvolvimento econômico e social de uma região, ao mesmo tempo que enfrenta desafios relacionados à sustentabilidade e à preservação do meio ambiente.

 

Crescimento populacional 

De acordo com o último censo do  IBGE, a cidade de Luís Eduardo Magalhães(LEM) tem apresentado crescimento populacional nos últimos 12 anos de aproximadamente 79,5%, totalizando uma média de 119 mil habitantes a mais que vieram ou migraram para o Estado em buscas das novas oportunidade que vêm surgindo no setor agro, como a agricultura familiar e produção de culturas de soja, algodão e milho, por exemplo. 

 

Portanto, com a crescente do agronegócio na cidade, muitas pessoas estão migrando para o local e embarcando em negócios que estão alavancando o agro Nordestino. Assim, tornando a cidade uma das principais e fundamentais regiões para o agronegócio brasileiro, principalmente pelo seu destaque em tecnologias que contribuem para a automação dos processos agrícolas. 

Por outrora, a cidade de Salvador vem perdendo sua população nos últimos anos em cerca de 9,6%, constatando uma queda de cerca de mais de 250 mil habitantes, representando uma queda absurda, maior que a somatória de todo o país. 

Assista abaixo, o vídeo explicativo do Canal Rural que aborda exatamente a temática:

 

Com novos centros de distribuição, administração e empresas de tecnologias voltadas para o agronegócio, o crescimento da cidade baiana surtiu efeito na atração de novos profissionais e mais inovações para complementar a maior cidade exportadora agro da Bahia, contribuindo para o crescimento populacional e consequentemente, para o aumento dos resultados da região.