Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Atendimento

0

Troca Facilitada

Não serviu? 1ª Troca Grátis

Frete Grátis

*Consulte as regras de Frete

5% de Desconto

Para pagamentos no Pix

Parcele no Cartão

Até 6x Sem Juros

Site 100% Seguro

Seus dados protegidos

09/08/2023

09/08: Dia Internacional de Celebrar os Povos Indígenas


 

 

CAROLINA NOGUEIRA RIBEIRO| Publicado: 09/08/2023 às 14:27


Em meados de 1994, durante a Assembleia Geral das Nações (ONU) em 3 de dezembro em 49/214, o Dia Internacional dos Povos Indígenas foi instituído após  esse povo lutar por seus direitos de atuação na sociedade, pelo respeito e identidade de seus povos e tradição. A data faz referência a primeira reunião da ONU em relação aos Povos Indígenas, e se percorre sendo comemorada desde 1995. 

 

De acordo com a Organização das Nações Unidas, existem cerca de 500 milhões de indígenas no mundo, distribuídos em mais de cinco mil culturas diferentes. Ou seja, esse povo representa cerca de 5% da população mundial, por isso, o dia de hoje a ser celebrado possui grande peso para validar toda a lacuna que é extremamente significante, que ainda nos dias atuais, mesmo com diversas tecnologias e direitos comprovados, ainda sim passar pelas divergências sociais e cíveis, que é uma realidade vivenciada por essa população. 

 

Em contrapartida, os desafios e obstáculos  enfrentados nos dias atuais pelos indígenas, são apenas levados à tona quando divulgados, ou seja, a degradação e invasão ambiental de suas terras causando as mudanças climáticas em seus locais de origem. Assim como, a inacessibilidade à educação, saúde e o mínimo espaço público para reivindicar a importância deste dia 09/08 para reforçar o papel importante na vida destes povos. 

 

A luta dos indígenas na educação

Na luta por seus direitos de reivindicação, os indígenas, que são povos emergentes em nosso país, na grande cena brasileira, ainda sim é considerado que há poucos anos, se tornaram um povoado que deseja quebrar uma ruptura e resistência, principalmente na inclusão social, educação e ciência. Sendo assim, um ponto de partida para que possam se expressar como pessoa cível com direitos a transmissão de seus valores, costumes e tradições preservados e com possibilidades de continuidade dos mesmos. 

 

Como por exemplo, os indígenas Pataxós, reconheceram que a educação e os estudos reforçariam sua cultura, abrindo espaço para a educação com conhecimentos de escolas comuns (Matemática, Português), materiais didáticos, laboratórios, e a estrutura necessária de escola para o início de uma interação entre as agências governamentais e seus povos, com baseamento em suas dificuldades enfrentadas com os mesmos. 

 

O primeiro indígena graduado no Brasil 

José Peixoto Ypiranga dos Guaranys(1824-1873), foi o primeiro indígena bacharel formado na Faculdade de Direito de São Paulo no século XIX, em 1850, onde não foi apenas destaque pelo seu diploma, mas também por seus destaque e habilidades em lidar com sua profissão de advogado. Colega de turma de José de Alencar,  José Peixoto que inclusive inspirou seu amigo a escrever "Iracema" e "O Guarani", que representa a amizade de ambos, foi um indígena com uma vida com várias contradições, mas muito êxito, atuando na região de Cabo Frio, no Rio de Janeiro. 


 

Museu do Índio 

O Museu do Índio no Brasil é uma instituição cultural dedicada à preservação e divulgação das culturas indígenas que habitam o território brasileiro. Localizado no Rio do Janeiro, o museu tem objetivo em documentar e promover a compreensão das diversas etnias indígenas, suas histórias, tradições, línguas, artes e modos de vida. 

 

Fundado em 1953, o Museu foi criado para estabelecer um diálogo entre as comunidades indígenas e a sociedade brasileira, buscando combater estereótipos e pré-conceitos, promovendo uma visão respeitosa das culturas indígenas. Além disso, o local possui uma vasta coleção de objetos, arte, artesanato, instrumentos, ferramentas e utensílios domésticos e até mesmo roupas tradicionais produzidas por diferentes etnias indígenas do Brasil.

 

Apesar de vários desafios como a infraestrutura, poucas reformas de manutenção e participação na temática, o Museu continua a desempenhar papel significativo no aprendizado e respeito pelas culturas indígenas no Brasil. 


Portanto, é muito importante para nós brasileiros, celebrarmos este dia que significa tanto sobre o nosso passado que definiu nosso dias atuais. 

  • A partir de: R$ 159,90
    Comprar

    Camisa Agro BRK Feminina Preta Apache com UV50 +

    Camisa Agro Feminina Brk Apache Preta com Uv50: vista-se com a autenticidade do agronegócio, vista-se com nossos modelos de camisa! A melhor escolha que você irá fazer para a sua pele em longo prazo!

  • A partir de: R$ 159,90
    Comprar

    Camisa Agro BRK Feminina Verde Militar Apache com UV50 +

    Camisa Agro Feminina Brk Apache Verde Militar com Uv50: a escolha perfeita para mulheres que valorizam o estilo no campo. Destaque-se em todos os seus compromissos com a Camisa Agro Feminina Brk: autenticidade e sofisticação em seu guarda-roupa agro!